CENTRAL DE COMUNICAÇÃO // CNA – Entidades contestam estoques de café conilon

Brasília (19/01/2017) – Produtores de café e entidades ligadas ao setor criticaram os números divulgados pelo governo sobre os estoques privados de café conilon, em reunião na terça (17) com o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Neri Geller.

O levantamento dos estoques de conilon foi feito pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para embasar uma futura decisão do Mapa sobre a importação ou não do produto. A reunião de terça terminou sem uma definição.

A indústria cafeeira alega que falta este tipo de café no mercado por causa da queda de produção da última safra. Os estoques avaliados pela Conab somam 2,14 milhões de sacas.

No entanto, cafeicultores e instituições do Espírito Santo, maior produtor de conilon do país, como o Centro de Comércio do Café de Vitória (CCCV) e a Organização das Cooperativas do Brasil (OCB/ES), afirmam que o volume armazenado é de pelo menos 4,4 milhões de sacas, o dobro da estimativa do governo.

“Muitos produtores têm café estocado e isso não foi levado em conta no levantamento”, disse o presidente da Comissão Nacional de Café da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Breno Mesquita. “O Brasil tem condições de atender à demanda da indústria até a próxima colheita, daqui a três meses”, completou.

Segundo o deputado Evair de Melo (PV-ES), o levantamento do governo incluiu apenas os grandes armazéns, que possuem capacidade de armazenamento superior a 1.500 sacas, mas 80% dos cafeicultores capixabas são pequenos e não foram contemplados na metodologia do levantamento.

Para o presidente do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), Marcelo Suzart de Almeida, o levantamento da Conab foi feito em um prazo curto e não incluiu todos os municípios produtores de conilon. Ele também ressaltou os problemas fitossanitários com a entrada da variedade de outros países no Brasil.

O Incaper, que há anos contribui com os levantamentos de safra feitos pela Conab no  Espírito Santo, reafirma a divergência em relação ao real tamanho dos estoques de café conilon, que pode ser superior ao estimado.

Segundo Geller, os dados de armazenagem levantados pela Conab serão entregues ao ministro Blairo Maggi.

Assessoria de Comunicação CNA

Fonte : CNA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *