Núcleo socioambiental trabalha em plano de logística sustentável

 

 

Crédito: Divulgação/CNJ

O Núcleo Socioambiental do Tribunal de Justiça de São Paulo, composto por juízes assessores da Presidência e secretários da instituição, reuniu-se, no dia 23 de julho, no Palácio as Justiça, para tratar de ações voltadas à implantação do Plano de Logística Sustentável (PLS). Esse foi o primeiro encontro após a criação do Núcleo, efetivada pela Portaria nº 2.262/15, publicada em junho.

O Núcleo e suas atividades atendem à Resolução nº 201/15, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O TJSP, por meio do projeto “TJ + Sustentável”, em parceria com o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, tem como objetivo mudar padrões de compra, consumo e gestão documental dos órgãos do Poder Judiciário, assim como estimular a reflexão do corpo funcional para o uso racional de recursos naturais e diminuição do impacto ambiental.

Entre as próximas etapas de trabalho do Núcleo no TJSP estão coleta de indicadores de sustentabilidade, estudos e levantamento das alternativas à aquisição de produtos e serviços solicitados e a elaboração do PLS – com ações, metas, prazos de execução, mecanismos de monitoramento e avaliação etc. – que será apresentado ainda este ano.

“Cuidar do meio ambiente é meta do Tribunal de Justiça. Já havíamos implantado algumas iniciativas, como o projeto ‘TJ + Sustentável’, que está em andamento. Esperamos que todas essas ações se repliquem, para que a semente brote por todos os cantos. Precisamos muito cuidar do planeta, em nosso dia a dia, e todos podem ajudar nas pequenas coisas”, disse o juiz assessor da Presidência e integrante do Núcleo, Mario Sergio Leite.

Fonte : CNJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *