No verão e com irrigação, plantio de trigo avança em MG com alta produtividade

Expansão une pesquisa, uso de cultivares especiais, boa qualidade e rendimento acima da média

por Leandro Becker

03/03/2015 | 05h31

No verão e com irrigação, plantio de trigo avança em MG com alta produtividade Joseani Antunes/Embrapa,Divulgação

Trigo tem sido opção preferida após a colheita de milho e soja na safra de verãoFoto: Joseani Antunes / Embrapa,Divulgação

Com produtividade alta, área em expansão e tecnologia exclusiva, o trigo tropical avança no Cerrado brasileiro, especialmente em Minas Gerais.

Pesquisador da Embrapa Trigo em Uberaba (MG), Joaquim Soares Sobrinho aponta o clima de inverno seco, sem chuva na colheita, como diferencial. No sequeiro, o plantio começou em fevereiro e vai até o fim de março. Em abril, será semeado o trigo irrigado, que tem maior produtividade.

— Neste ano, porém, estimamos queda de 40% no irrigado diante da crise hídrica — destaca  Soares.

Leia as últimas notícias de Zero Hora
Leia todas as notícias de Campo e Lavoura
Ele ressalta que o investimento em pesquisa garante cultivares mais tolerantes à seca e com maior potencial de rendimento. Frisa que a incidência de doenças é menor, mas admite preocupação com brusone (causada por fungo).

Sobre oportunidades de mercado, o pesquisador diz que a qualidade do trigo tropical desperta atenção dos moinhos pelo maior rendimento de farinha. Mas destaca que os negócios têm muito a crescer:

— Como o trigo ainda não é muito tradicional aqui, há problemas de comercialização, que acabam deixando o produtor mais cauteloso. Com o tempo, no entanto, a tendência é de o mercado crescer.

A Embrapa estima que o custo de produção por hectare, no sequeiro, varie de R$ 1 mil a R$ 1,2 mil para rendimento de 2,5 mil quilos. No irrigado, de R$ 2 mil a R$ 2,2 mil, com  produtividade de 7 mil quilos.

Presidente da Comissão de Trigo da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), Hamilton Jardim vê a evolução do trigo tropical como consolidação de um aliado no mercado nacional:

— Não há impacto nem preocupação, pois no Brasil a produção não atinge a demanda. É muito bom que existam outras áreas de cultivo, são nichos de mercado e estimulam novas tecnologias.


Cultivo irrigado garante maior produtividade (Foto Josiani Antunes / Embrapa / Divulgação)

Expansão no Cerrado

— O cultivo abrange Minas Gerais, Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Bahia. A área potencial é estimada em 2 milhões de hectares.

— Em 2014, Minas foi o quarto maior produtor do país, mas com só 3,5%, atrás de Paraná (63%), Rio Grande do Sul (25,7%) — que teve quebra de safra — e Santa Catarina (3,8%).

Diferenciais de mercado

— Qualidade industrial, com força de glúten e estabilidade na produção.

— A maior produtividade é trunfo. De 2004 a 2014, a média em Minas foi de 4.054 kg/ha, quase o dobro do que no RS (2.075 kg/ha).

— É a primeira colheita de trigo do Brasil, o que garante preço na entressafra do Sul e da Argentina.

Vantagens

— Pode ser cultivado em área de sequeiro ou irrigada.

— A baixa umidade do ar reduz a incidência de pragas e doenças.

— Clima regular, com inverno seco e sem chuva na época da colheita.

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *