Arrozeiros comemoram resultados de exportação

Bom momento de vendas faz preço da saca subir, chegando a R$ 28

O setor orizícola do Rio Grande do Sul está otimista com os bons negócios no mercado de exportação de arroz. Apenas nos dois primeiros meses do ano comercial 2012/2013, que começou em março, já foram vendidas 342 mil toneladas do produto.
A quantidade representa mais de 50% do volume projetado para o ano inteiro pela Companhia Nacional de Abastecimento. Entre os principais motivos para a elevação do preço da saca e da quantidade exportada está a diminuição da oferta do produto.
– Ao todo, houve redução de 120 mil hectares de área plantada e menos 2 milhões de toneladas de arroz no mercado – diz Renato Rocha, presidente da Federação das Associações de Arrozeiros do Estado.
Rocha também destaca a consolidação do mercado de exportação para o produto gaúcho e a medida do governo federal que assegura a aplicação de R$ 737 milhões para contemplar a Política de Garantia de Preço Mínimo ao produtor. A necessidade de manter os valores da saca acima do preço mínimo, de R$ 25,50, vai além do mercado. É a forma que o produtor gaúcho tem para diminuir o endividamento.
– Apesar do bom momento, ainda é um período de cautela. O ideal seria manter o valor da saca em R$ 30, para conseguirmos pagar ao governo os 20% de empréstimo remanescentes da safra do ano passado, além de todo o valor aplicado este ano – afirma Henrique Dornelles, presidente da Associação dos Arrozeiros de Alegrete.

image

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *